A entrada e permanência no país, até 30 dias, vai deixar de obrigar à emissão de visto em passaporte para cidadãos de quatro países africanos e um asiático, sendo ainda simplificado procedimentos para 35 países, incluindo todos da União Europeia.
De acordo com informação do Ministério das Relações Exteriores (Mirex) divulgados recentemente, a medida entrou em vigor a 30 de Março e a isenção de vistos aplica-se a cidadãos do Botswana, Ilhas Maurícias, Seicheles e Zimbabwe (África) e Singapura (Ásia).
“Angola isenta vistos de turismo para estadia até 30 dias por entrada e 90 dias por ano a quatro países do continente africano e um da Ásia, com base no princípio de reciprocidade diplomática”, refere a mesma informação, citando um decreto presidencial, recentemente, exarado pelo Chefe de Estado.
Desde Dezembro, Angola já aplicou idênticas isenções, recíprocas, em acordos com a África do Sul e Moçambique.
Além destas isenções de visto, refere a informação do Mirex, o mesmo diploma assinado pelo Presidente da República, João Lourenço estabelece “procedimentos de simplificação dos actos administrativos para concessão de visto de turismo” a cidadãos de mais 35 países.
São abrangidos por esta medida nove países africanos, Lesotho, Madagáscar, Malawi, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Marrocos, Suazilândia, Argélia e Zâmbia.