A quarta operadora angolana de telefonia móvel deve ser conhecida hoje, sexta-feira. O Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação anuncia de quem foi a proposta que convenceu o Governo. O referido operador entra no mercado sob os “hollofotes” da crítica, e já sob o signo de melhor o serviço, que em muitas vezes, é mal prestado pelos que actuam, além de tentar reduzir os custos ou ao menos estabiliza-los, para acabar com a aparente falta de concorrência que se observa neste segmento.