Os participantes ao VIII Conselho Consultivo do Ministério dos Transportes, que se realizou na passada sexta-feira, em Luanda, recomendaram a necessidade de se concluir os projectos em curso e dar início aos que não foram possíveis implementar devido à actual situação económica e financeira do país.
Além disso, os 655 participantes ao evento provenientes do órgão central, institutos públicos, empresas públicas do sector, recomendaram aos gestores para trabalharem, a fim de alavancarem e rentabilizar a actividade das empresas e promover a manutenção das infraestruturas construídas e equipamentos adquiridos.
Houve igualmente o encorajamento para a comunicação positiva, a criação de novas, boas e melhores relações, de forma a privilegiar o diálogo para que se possa fazer mais e melhor. Na sua intervenção, o ministro Augusto Tomás referiu a humildade e o trabalho exercido por todos os trabalhadores do sector dos Transportes, que contribuiram para os ganhos alcançados durante os últimos 10 anos. Augusto Tomás considerou “silenciosa” a revolução que ocorreu na última década no sector.
O conselho consultivo foi antecido de um conjunto de balanço das empresas do sector e dos institutos públicos, denominado “Reuniões de Balanço da Década- Transportes em Número”.
O professor Amândio Vaz Velho animou os seminários dissertando sobre “Comunicação positiva-Juntos fazemos Mais”.