O Comité de Política Monetária do BNA mantém a recomendação que os agentes económicos tenham a LUIBOR como taxa de juro de referência na contratação de crédito bancário, conforme decisão saída da reunião de segunda-feira (23), em Luanda. A vigésima sétima sessão ordinária, e décima segunda do ano de 2013, visou à tomada de medidas de política monetária que concorram para a manutenção da estabilidade de preços na economia nacional. No encontro foi analisada a evolução da inflação, da economia real, das contas fiscais e monetárias, bem como a informação recente sobre a conjuntura económica internacional, incluindo a da região SADC. A análise foi feita com base em informação referente ao mês de Novembro de 2013. Da análise efectuada à evolução recente e as perspectivas para a economia angolana, com destaque para a tendência favorável que se observa no Indicador do Clima Económico publicado pelo Instituto Nacional de Estatística, por um lado, e para as economias internacional e regional, por outro, o Comité de Política Monetária decidiu manter a Taxa Básica de Juro - Taxa BNA – em 9,25 por cento ao ano, a Taxa de Juro da Facilidade Permanente de Cedência de Liquidez em 10,25 por cento ao ano, e a Taxa de Juro da Facilidade Permanente de Absorção de Liquidez em 0,75 porr cento ao ano. Evolução da economia No mês de Novembro, a taxa de inflação mensal foi de 0,52 por cento, inferior à do período homólogo de 2012, em 0,41 pontos percentuais. A taxa de inflação dos últimos 12 meses passou de 8,38 por cento para 7,94 por cento. A reunião conclui que a Classe “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” foi a que mais variou com 1,12 por cento, enquanto a Classe “Alimentação e Bebidas Não Alcoólicas” a que mais contribuiu, com 0,26 pontos percentuais para a inflação registada no mês. A Luibor “overnight” situou-se em 5,20 por cento ao ano, enquanto que nas maturidades de 3 e 12 meses se situou, em 8,11 por cento e 9,64 por cento ao ano, respectivamente; Já as taxas de juro médias do crédito em moeda nacional situaram-se em 14,19 por cento ao ano. Ainda no mês de Novembro, o crédito à economia atingiu um stock de 2.845 mil milhões de kwanzas, representando um crescimento de 6,78 por cento desde o início do ano. Neste período, transaccionou-se no mercado cambial um total de 2.709 milhões de dólares, dos quais 1.350,00 milhões no mercado primário (BNA) e o restante no mercado secundário. O mercado cambial manteve a sua estabilidade, tendo a taxa de câmbio média de referência do kwanza em relação ao dólar americano no final do mês de Novembro se situado em 97,39 kwanzas.