A produção pesqueira em 2018 atingiu 442.255 toneladas, quando a meta do Plano de Desenvolvimento Nacional previa para o mesmo período 533 mil.
Dados do Ministério das Pescas e do Mar indicam que, no ano passado, as capturas (pesca extractiva) registou 440.503 toneladas, contra 531 mil das metas do PDN. Em 2017, a produção pesqueira atingiu 532.014 toneladas, enquanto as capturas foram de 530.675.

Balanço
O sector indica que a pesca industrial e semi-industrial produziu 239.661 toneladas, contra 299.303 registadas em 2017, uma evolução de 80 por cento, numa variação de menos 20 e altura em que o PDN previa a produção
de 300 mil toneladas.
A pesca artesanal marítima teve em 2018 uma produção 171.810 toneladas, contra 207.771 (2017), uma variação de menos 17 por cento, quando o PDN tinha como meta 207. A pesca artesanal continental atingiu 29.032 toneladas, contra 23.601 em 2017, prevendo o PDN 24 mil.
Em 2018, foram produzidas aproximadamente 32.238 toneladas de peixe seco, enquanto o PDN previa 30 mil. No segmento da produção de conservas, em 2018 o sector registou 174 toneladas, sendo
a meta do PDN atingir 700.

Importação de carapau
De Maio a Setembro de 2018, foram importadas 32.858 toneladas de carapau, contra 60.573 registadas, importadas nos meses de Maio a Dezembro de 2017. No ano passado, nos meses de Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Outubro, Novembro e Dezembro não houve registo de
importação da espécie carapau.
Cerca de 82.909 toneladas de produto diverso de pesca foram exportadas em 2018, contra 33.+718 registadas em 2017. A fonte indica que 3.551 toneladas de crustáceos foram exportados em 2018, contra 18.425 de 2017, bem como 68.166 toneladas de peixe, contra 10.971 (2017).
Quanto aos moluscos foram exportados cerca de 510 toneladas, contra 2.747 (2017); barbatanas de tubarão 14 toneladas, contra 7 (2017); farinha de peixe 10.668 toneladas, contra 1.568 (2017) e o óleo de peixe caiu para 1,7 milhões de litros, contra
os mais de três milhões de 2017.
No período de 2017 e 2018, o pescado foi a única proteína animal exportada por Angola.

Consumo per capita
Em 2016, revela o Ministério das Pescas e do Mar, o consumo per capita mundial foi de 20,5 kg/habitante. Em 2018, Angola registou um consumo per capita de 15 kg/habitante, estando abaixo da média do consumo mundial.