As discussões em torno da segurança e fiabilidade no uso do cartão de desconto dos supermercado é tema de opiniões divididas.
Nos supermercados que habitualmente a equipa do JE faz visitas para levantamento de preços (ver o quadro acima à direita) nem todos utilizam esta ferramenta. No Kero e no Maxi eles acumulam bónus e às vezes descontam em certos produtos. O Candando só faz guarda de valores. O Shoprite e o Alimenta Angola não utilizam estes mecanismos.
Só que à semelhança do que ocorreu com o Kilson João, de nome fictício, perdeu o cartão e com esta já imprevista ocorrência acabou por perder o valor de kz 22.375 que tinha no mesmo. E os factos e histórias repetem-se com vários e outros clientes, tudo porque o uso no supermercado não controlado por dispositivos que exijam código pin ou palavras de segurança.
Recentemente, o Kero, do grupo Zahara, deu início a mudanças com um processo de atribuição de um pin ao seu cartão, também chamado “Cartão Kero”. O objectivo, ao que apurou a nossa equipa junto dos serviços de apoio é promover a segurança do valor que se encontra no cartão, uma vez que o cartão é também um meio de pagamento, e proteger os clientes de eventuais fraudes, devido à utilização indevida do cartão por terceiros. Assim, em caso de furto, o valor creditado no cartão fica sempre protegido. A medida é um avanço na relação de consumo.