Cerca de 10 mil famílias na província do Bié estão a beneficiar de novos serviços, no âmbito de um programa que está a ser desenvolvido pelo Ministério do Comércio, denominado “comida para o trabalho”.


Durante a sua estada na província do Bié, a ministra do Comércio, Rosa Pacavira, que presidiu às festividades do “4 de Fevereiro”, a nível da região, procedeu à entrega de cartões “Kikuia”, a um total de 3.029 mulheres, nos municípios do Cuito, Chitembo e Chinguar.
O cartão habilita as famílias a fazerem compras até ao valor de 10 mil kwanzas, nas lojas “Poupá Lá”.

Inserido no programa do Executivo de combate à pobreza junto das comunidades, a ministra garantiu dar continuidades aos projectos que visam reduzir as dificuldades das famílias, através de facilitar o acesso aos serviços básicos.

A titular da pasta do comércio pediu mais empenho à produção agrícola, porque, segundo avançou, no campo reside o vector para a diversificação económica e sustentabilidade alimentar.

A governante apelou às famílias a se organizarem em pequenas cooperativas agrícolas, com vista a serem contempladas com o projecto “Kikuia”, que visa fundamentalmente “mitigar a problemática da fome e da vulnerabilidade”.

Mercados rurais
Para facilitar a comercialização e o acesso fácil aos produtos alimentares básicos, as populações do Chitembo e Chinguar, dispõem agora de dois novos mercados municipais, com a capacidade para 662 vendedores, cada.

As novas infra-estruturas mercantis dispõem ainda de 12 lojas, dois talhos, restaurantes e armazém. Ainda nestes dois municípios, a ministra inaugurou igualmente duas escolas.

Mais-valia
Para Celestina Mateus, natural do município do Chinguar, destacou a importância dos bens para a dinamização da economia das famílias, tendo destacado que “os mesmos vão contribuir para a qualidade de vida das populações”.

Foram igualmente inauguradas moageiras, com capacidade de transformar sete toneladas de farinha de milho.