O Ministério da Construção e Obras Públicas em colaboração com o das Finanças está a estudar a possibilidade de se criar kits para a conservação das estradas, principalmente as secundárias e terciárias, além de reabilitar vias para facilitar o escoamento da produção agro-pecuária.
Segundo o ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, que anunciou o facto, em Luanda, o projecto envolve também o Ministério da Agricultura e das Florestas, tendo como meta a rápida resolução dos problemas locais, sem “esperar a intervenção do Governo Central”, cuja sua execução vai gerar vários postos de trabalho.
Avançou que os kits serão geridos pelas administrações locais, cabendo a sua manutenção e modos a solucionar os problemas, que em muitos casos não precisariam de uma intervenção profunda.
“Existem estradas que às vezes precisam apenas de terraplanagem, sem necessidade de asfalto. Há ainda o problemas das ravinas, bem como os tapa buracos que por vezes não é preciso a intervenção do INEA”, pontualizou.
Este projecto, asseguraou, está enquadrado no programa de descentralização administrativa, que visa dar aos municípios maior autonomia. AV