O processo de reorganização que vai começar a ser implementado no sector dos Transportes poderá conferir mais receitas as empresas.
É nesta conformidade que o Presidente da República aprovou, recentemente, a criação do Gabinete Operacional para Abertura e Certificação do Novo Aeroporto Internacional de Luanda (GONAIL), sob a dependência do Ministro dos Transportes.
A GONAIL, segundo nota da Casa Civil do Presidente da República, tem em consideração a estratégia política do Executivo de reestruturação do sector aéreo nacional e as atribuições de preparar as condições para a abertura e certificação do Novo Aeroporto Internacional de Luanda, de definir e propor o modelo de concessão das infra-estruturas, bem como estratégias específicas de negócio para a sua gestão.

Cisão é aposta
João Lourenço criou ainda a comissão de gestão encarregue de proceder à reestruturação da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (ENANA) e proceder à sua cisão, visando a criação de duas novas entidades, sendo a Sociedade Nacional de Gestão de Aeroportos e a Empresa Nacional de Navegação Aérea. O Chefe de Estado aprovou ainda a transformação da Linhas Áreas de Angola (TAAG) em Empresa com Domínio Público, SA, sem quebra de identidade e personalidade jurídica.