O projecto de exploração de fosfato, em Cabinda é estimado numa concessão de 21,16 km2, com uma existência de 10,2 milhões de toneladas de rocha fosfatada e com teores de fosfatos a rondar os 25,3 por cento, na localidade de Cacata, na comuna de Tando-Zinze. O governo da província de Cabinda, no quadro do Plano de Desenvolvimento Provincial para o quinquénio 2017/2022, está apostado na prospecção e exploração de recursos minerais, com destaque para o fosfato e ouro, nos municípios de Belize, Buco-Zau e na comuna de Tando-Zinze. A par da comuna de Tando-Zinze, os municípios de Belize e de Buco-Zau possuem grandes áreas de exploração de fosfato e de ouro, nas localidades de Miconge e de Necuto. Nas duas localidades, estão a ser feitas pesquisas e prospecção do fosfato e ouro por empresas nacionais e estrangeiras, que querem contribuir no desenvolvimento económico da província de Cabinda para o bem-estar social das populações. Estes projectos são tidos como prioritários na estratégia do governo da província de Cabinda no âmbito da política da diversificação da economia na obtenção de divisas. Com o objectivo de diversificar o sector de recursos minerais e petróleos, o Ministério de tutela está a apostar para licitação dos projectos de fosfato, em Cabinda. De acordo com uma fonte da secretaria provincial da indústria, o Ministério dos Recursos Minerais e Petróleo vai trabalhar com o governo da província de Cabinda para fazer o acompanhamento permanente dos projectos de pesquisa, prospecção e de exploração de fosfato, ouro e outros minérios para que conheçam o seu progresso em benefício das populações e da economia local. O Ministério tem para a província de Cabinda projectos de exploração de fosfato e ouro, nos municípios de Belize e Buco-Zau. O administrador do município de Belize, Francisco José Puati, disse que, decorre na sua área de jurisdição projectos de pesquisa e de prospecção de fosfato, ouro e maganésio. “Existe muita presença de empresas estrangeiras a fazerem propecção de minérios. Algumas empresas estão a montar estaleiros para desenvolverem com êxito a exploração de fosfato e ouro. Os Benefícios dessas explorações vão permitir a absorção de mão-de-obra local. As oportunidades estão abertas para qualquer empresa, quer nacional, como estrangeira para a exploração de recursos minerais”, disse.