A prática da burla para acesso de dados bancários é também, actualmente, dos maiores perigos que decorrem do mau uso das tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), segundo disse o Presidente da República, João Lourenço, quando discursava esta semana, em Luanda, na abertura da feira “AngoTic 2018”.
“É, por isso, nosso dever promover e incentivar o desenvolvimento e a utilização massiva das tecnologias de informação, mas também alertar os usuários sobretudo os mais jovens, dos perigos da sua má utilização para não lesarmos interesses de terceiros, bem como dos cuidados a ter para não se cair na condição de vítima”, disse.

Desencorajar falsos perfís
Ainda de acordo com o Presidente João Lourenço, as redes sociais que vieram facilitar a comunicação rápida entre as pessoas e cuja utilização sobretudo pelos jovens ---uma licença para nova operadora de telefonia móvel, em função do concurso que está a decorrer, assim como a privatização de parte do capital da Angola Telecom.
Ante tantos desafios, o Presidente da República disse ser intenção do Executivo angolano continuar a investir em projectos estruturantes e indutores como a infra-estrutura nacional em banda larga assente em fibra óptica, a infra-estrutura nacional de transmissão por satélite no quadro do Angosat, o investimento no cabo submarino no quadro do projecto Angola Cable que liga com o resto do mundo, a criação da indústria e mercado da teledifusão no quadro da Estratégia da Migração Digital.

Coesão governativa
O fórum “Angotic-2018”, considerado uma oportuna e importante iniciativa, num momento em que se impõe cada vez mais a aplicação das novas tecnologias de informação e comunicação nos mais variados sectores da vida nacional, reuniu vários expositores nacionais e internacionais. À margem do evento decorreram sessões de palestras, as quais contaram com a presença de vários ministros, tendo em realce a importância e aplicação das TIC nos mais variados segmentos da economia nacional.