O volume de negócios consolidado da Bolsa de Dívidas e Valores de Angola (BODIVA), no mês de Dezembro de 2018, foi de 71 mil milhões de kwanzas, o que representa uma diminuição de 45,8 por cento em comparação ao período homólogo.
Em Dezembro de 2017, o valor das negociações atingiu a cifra de 131,2 mil milhões de kwanzas, mais 60,2 mil milhões em relação a Dezembro de 2018, segundo relatórios da sua página da internet.
Ainda no período em referência, o mercado de bolsa das obrigações privadas(MBOP), da Bodiva, foi inaugurado com uma aplicação do Standard Bank, com um montante de 4,7 mil milhões de kwanzas. Os títulos emitidos representam um momento histórico, por serem as primeiras obrigações corporativas cotadas em bolsa, em Angola.
Na ocasião, o presidente da Comissão Executiva da Bodiva, Patrício Vilar ao apelar ao investimento, considerou que o lançamento foi um passo decisivo “mas é preciso que Angola aproveite o número de empresas de referência e de dimensão de peso na composição do Produto Interno Bruto (PIB), para que as mesmas possam ir ao mercado de forma simultânea e atraírem capital suficiente”, alertou.
Porém, nas contas anuais os negócios em 2018 da Bodiva registaram uma cifra de 790,8 mil milhões de kwanzas, contra os 525,1 mil milhões, no período homólogo.
Neste ano, o valor negociado na primeira semana, até esta quarta-feira, rondavam os 14,5 mil milhões de kwanzas, quando as negociações no ambiente multilateral superam o ambiente bilateral com 13,2 mil milhões de kwanzas.