Saham mantém foco

As seguradoras que actuam no país, verificam uma redução no número de clientes, fundamentalmente particulares, que procuram o seguro de responsabilidade civil automóvel.
Em causa está o actual contexto económico que o mercado enfrenta, segundo explica o presidente do Conselho de Administração da Saham Angola Seguros, Paulo Bracons.
Em entrevista ao JE, avançou que os dois últimos anos foram anos difíceis em que o mercado do seguro automóvel não cresceu em volume de prémios “e, pela informação que temos, terá eventualmente também reduzido em termos de veículos seguros”.
Acredita ainda que o momento económico pode explicar alguma retracção. Assegura que se constata que a fiscalização por parte das autoridades policiais se sentiu menos, sendo que a sinistralidade aumentou, não em número de sinistros, mas em valores de sinistros, na medida em que o custo médio de reparação tem vindo a crescer.
Revelou que a Saham tem mais de 90 mil seguros automóvel concretizados em 2017. A sua presença no terreno, em particular das suas agências, agentes, assim como postos de venda permitem esta capilaridade na comercialização, acrescentando que a ambição é crescer ainda mais, em particular no retalho automóvel.

Facturação
Apesar disso, em 2017 facturou em prémios emitidos no seguro automóvel aproximadamente 4,6 mil milhões de kwanzas, representando o ramo automóvel aproximadamente 25 por cento da nossa carteira total de prémios, com os clientes particulares a representar mais de 50 por cento do volume de negócios no seguro automóvel.
Paulo Bracons realçou que o peso dos sinistros automóveis representa aproximadamente 30 por cento do peso dos nossos sinistros, o que denota um crescimento dos sinistros não proporcional face ao peso.
Paulo Bracons realçou que o peso dos sinistros automóveis representa 30 por cento do peso dos sinistros.

Sol Seguros disputa mercado

A Sol Seguros encara o mercado com optimismo e pretende trabalhar no sentido de ir ao encontro das necessidades do sector e das pessoas.
Lançado recentemente, a empresa já tem disponível um número considerável de clientes que ultrapassa as suas expectativas e de acordo com as previsões iniciais.
A administradora executiva para área técnica, Fernanda Freitas ressaltou que a seguradora já resolveu com sucesso cinco casos de sinistro automóvel, um dos quais envolvendo a perda total de uma viatura.
No que toca a celeridade a gestora defende que sempre que o tomador do seguro tiver um sinistro automóvel, este deve comunicar imediatamente à seguradora para que se cumpra com o prazo estabelecido na apólice e se restituir o dano causado, no âmbito das obrigação e deveres entre as partes.
Entende que apesar do seguro de responsabilidade civil automóvel ser obrigatório, a maior parte dos carros que circulam nas estradas do país não tem seguro.
“Existe uma lei que não é cumprida, pelo que é importante a “mão pesada” das autoridades”, sublinha Fernanda Freitas.
Explica que as viaturas que circulam sem o seguro ao provocarem danos a terceiros, muitas vezes não cumprem com a obrigação de indiminizar.
Explica igualmente que para o seguro obrigatório há capital estipulado em 13 milhões de Kwanzas.

Capital estipulado
“Qualquer pessoa que faça o seguro de responsabilidade civil automóvel deve subscrever este valor e en função das características da viatura paga um prémio anual à seguradora”, aclarou.
Fernanda Freitas afirma que a função social do seguro é repor o bem danificado, “por isso estamos confiante na conquista de uma quota de mercado com soluções justas”.
Sobre a concorrência diz que é salutar, acrescentado que a qualidade do serviço define àquelas que poderão se manter durante muito tempo no mercado.

Protteja expande negocio

Com início das suas operações em 2014, a Protteja Seguros controla ,actualmente, oito mil clientes na vertente do seguro de responsabilidade civil automóvel com uma facturação anual que ronda em média os 500 milhões de Kwanzas, segundo fez saber o seu director comercial, Pedro Galhas.
Reconhece que grande parte desta facturação é oriunda das empresas e instituições, na medida em que muitos clientes particulares com o passar do tempo vão mantendo com regularidade a sua apólice de seguro, “mas, há um número considerável que já não renova e prefere correr todos os riscos”.
Pedro Galhas frisou que em caso de sinistros a Protteja resolve pelo menos em três semanas. “Muitas vezes o terceiro quando é afectado não ajuda a cumprir os requisitos para que tudo se cumpra no prazo estabelecido”, disse.
Acrescenta que há casos, em que o lesado apresenta uma factura de reparação de danos causados à sua viatura no valor de um milhão de Kwanzas, enquanto a seguradora tem uma que ronda os 100 mil kwanzas com a mesma reparação.
Sublinha que todos os anos, a Protteja dispõe de valor financeiro para a resolução dos sinistros automóvel que varia entre 30 a 50 milhões de kwanzas.
“Temos contratos com outras entidades internacionais para os casos dos grandes que envolvem por exemplo frotas de viaturas.
A empresa conta com quatro agências em Luanda e um “Call Center”
Dispõe também de uma loja virtual que permite cobrir parte do território nacional, e prevê abrir agências nas províncias da Huíla, Huambo e Benguela.
Pedro Galhas reconhece as vantagens do seguro, mas assegura que com actual situação o mercado abrandou significativamente.
Diz que Angola tem ainda uma das taxas mais baixas do seguro automóvel em comparação com muitos países da Eurpo.
O prémio de seguro de responsabilidade civil automóvel na Protteja os ronda entre 25 a 30 mil Kwanzas, dependo fa viatura.

4,6 mil milhões de Kz
É o volume de facturação em 2017 da Saham seguros, com o seguro automóvel a representar 25% da carteira de prémio

90mil tomador
De seguro estão controlados pela seguradora que pretende manter o foco no crescimento

5 sinistros auto
A terceiros foram resolvidos com sucesso pela Sol Seguros, um dos quais envolvento a perda total da viatura

13 milhões de Kz
É o capital estipulado para o cumprimento do seguro de responsabilidade civil automóvel obrigatóriono país

500 milhões de KZ
Corresponde a facturação anual da Protteja Seguros que pretende consolidar a sua presença nas demais províncias do país 

4 Agências
Ligada à Protteja Seguros estão disponíveis em Luanda, associadas à sua loja virtual que atende o território nacional