O sector avícola no país sofreu, nos últimos seis anos, grandes investimentos, daí nesta altura, mesmo com a crise econímica, não se falar em necessidade de importações de ovos.
A constatação é da admnistradora da empresa “Pérola do Kikuxi”, Elisabete Santos. “É verdade que muitas empresas não aguentaram a pressão e as que sobrevivem estão a atravessar uma fase muito complicada no que toca à manutenção de estruturas”, ressaltou.
A empresária referiu que tal situação resulta do fraco poder de compra das populações, alto custo das matérias-primas, assim como a escassez de divisas.