Os quadros devem estar habilitados técnica e profissionalmente, para melhor responderem aos desafios de desenvolvimento do país, afirmou o economista Fernando Heitor, na conferência realizada pelo governo provincial do Cuanza Norte.
Ao intervir durante uma prelecção sobre o tema “Os novos desafios da governação local”, o economista focou a sua atenção ao aspecto ligado à capacitação contínua do capital humano, de modo a melhor responder aos desafios de transformação e exploração criteriosa das riquezas disponíveis no solo angolano e com pensamento nas gerações futuras.
Fernando Heitor disse ser importante que os quadros locais sejam motivados a contribuir para o desenvolvimento local, a par da necessidade de uma maior aposta do Estado no desenvolvimento tecnológico, descentralização dos poderes e implementação do poder autárquico.
Nesta conformidade, apontou, o reforço da moralidade, da transparência, legitimidade e autoridade, como principais características dos governantes para o exercício pleno das suas obrigações em prol da prossecução do interesse público e melhoria da condição de vida das populações.
De acordo com Fernando Heitor, os gestores públicos devem empenhar-se no sentido da promoção da boa governação, através da cultura da eficácia no cumprimento das suas atribuições, adequação dos serviços ao contexto, conformidade das acções governativas à legislação e mediante a execução de programas aprovados em políticas macroeconómicas.

MM e SVD