A Siemens apresenta em Angola a turbina industrial a gás SGT-800. Esta turbina, líder para aplicações de ciclo combinado, está a ser apresentada na FILDA, que encerra amanhã em Luanda. A empresa alemã também apresentará no seu stand soluções para transporte e distribuição de energia, bem como o seu portfólio de serviços digitais para a indústria do petróleo e do gás.
A Siemens traz para Angola uma turbina que já está a dar cartas pelo mundo.
Já foram vendidas 350 unidades para países como o Panamá, Argentina, Tailândia, China, Israel e Bolívia, entre outros. Todas juntas, estas turbinas já estiveram em operação mais de seis milhões de horas.
O CEO da Siemens Angola, Sérgio Filipe, diz que a Siemens está hoje a liderar a transformação digital nos diversos sectores em que actua, e é essa experiência que se quer trazer para Angola. “Queremos apoiar os nossos clientes a apostar nos activos que as empresas já têm instalados e a torná-los cada vez mais eficientes e inteligentes. E estamos a fazer isso em áreas como a indústria do petróleo e gás ou o transporte e distribuição de energia, os principais destaques que trazemos à FILDA este ano. Uma indústria forte e competitiva é sem dúvida crucial para o crescimento e diversificação da economia angolana.
As turbinas da Siemens foram concebidas para operar em estreita ligação com o portefólio digital que a empresa desenvolveu a pensar nos operadores de centrais e nas empresas de energia.
Podem, por exemplo, ser ligadas ao MindSphere, o sistema operativo aberto da Siemens para a Internet das Coisas, baseado na nuvem, que através de uma poderosa análise de dados disponibiliza informações relevantes sobre o funcionamento das máquinas e apoia a tomada de decisões para benefício dos clientes da empresa.
Estas turbinas são sinónimo de robustez, flexibilidade e eficiência, sendo a turbina a gás líder de mercado para aplicações de ciclo combinado. A apresentação desta turbina em Angola significa a aposta que a Siemens continua a fazer no mercado.