O Reino Unido anunciou em tempos financiar uma série de programas para ajudar países da Commonwealth a aderirem ao quadro de normas internacionais para o comércio, anúncio feito pela primeira-ministra britânica.
Theresa May assumiu, na ocasião, que o seu Governo vai financiar a criação de uma Rede de Normas da Commonwealth para apoiar os países em desenvolvimento a adaptarem-se aos padrões internacionais existentes, facilitando o acesso a especialistas nesta área.
Vai também promover um Programa de Facilitação do Comércio, apoiando e fornecendo assistência técnica a países da Commonwealth na implementação do Acordo de Facilitação de Comércio da Organização Mundial do Comércio.
Segundo May, estima-se que a implementação total do acordo da OMC reduza os custos com as trocas comerciais em até 16% para os países menos desenvolvidos, reduzindo o tempo médio necessário para importar mercadorias em 47% e o tempo gasto para exportar em até 91%.