A África é o continente do futuro onde as grandes áreas de desenvolvimento são a energia e agricultura, considerou a investidura Isabel dos Santos, soube segunda-feira última a Angop.
Ao intervir na cimeira anual sobre a importância de África no mundo, realizada de 31 de Março a 01 de Abril, em Londres, organizada pela London School of Economics (LSE), uma das mais prestigiadas universidades de Economia e Ciência Política, Isabel dos Santos afirmou que a chave do sucesso se move pela excelência e paixão pelo que se faz.
Isabel dos Santos que foi convidada, como oradora no LSE, apelou aos jovens recém-licenciados sobre temáticas de África a terem um plano e uma visão, acreditando no potencial individual para enfrentar os desafios da sociedade.
Segundo a responsável, apesar do forte crescimento do sector bancário em África e haver milhões de africanos com contas bancárias e serviços financeiros modernos, continua-se a excluir o continente africano do sistema financeiro mundial e do acesso ao capital.
Acrescentou que a mudança é rápida e cabe a cada de cidadão ser actor do crescimento e da mudança e participar nas soluções para os países.
Durante a sua intervenção, a empresária apresentou alguns exemplos que, na sua opinião, demonstram desafios semelhantes partilhados pelos diversos países africanos, nomeadamente, a questão do desenvolvimento urbano das grandes cidades em África.
O LSE Summit é uma plataforma de análise e partilha de inovação e tendências de negócio no ambiente sócio-económico em rápida mudança de África. O tema desta edição, que decorreu de 31 de Março a 1 de abril, foi “Built for Africa: African Solutions to African Issues”, visando a resolução de problemas africanos com o recurso a soluções oriundas de África e adaptadas ao continente.
Nas suas quatro edições, o LSE Summit já recebeu líderes de Estado, entidades governamentais, empresários e investigadores de todo o continente africano e diáspora.