A Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX) vai intensificar a sua aposta no cumprimento dos seus objectivos para que os bens produzidos pelos nacionais sejam reconhecidos a nível internacional.
A intenção foi manifestada pela administração da instituição durante a 36ª edição da Feira Internacional de Frutas e Hortícolas (Macfrut), que decorreu de 8 a 10 de Maio em Rimini, Itália.
Esta é a segunda vez que Angola participa na Macfrut, depois de o ter feito em Maio de 2017. Segundo apurou o JE, o stand de Angola recebeu a visita do presidente da Macfrut, Renzo Piraccini, que também visitou o nosso país em Dezembro de 2018, e da vice-ministra das Relações Exteriores e Cooperação Internacional da Itália, Emmanuela Del Re.
Durante a abertura do evento, a vice-ministra realçou que a “inovação agrícola que significa também combate à fome, à má nutrição infantil e produzir de modo sustentável para reduzir os efeitos das mudanças climáticas na agro-indústria e criar oportunidade de trabalho e desenvolvimento, deve ser uma aposta dos produtores”, disse a governante.
A vice-ministra e o presidente da feira trocaram impressões com a delegação angolana, chefiada pela Aipex, composta por empresários/produtores de frutas tropicais e café, que promoveram os seus produtos com foco num futuro como exportadores, mas essencialmente procuraram parcerias, “know-how” e informação sobre novas tecnologias para melhorar e industrializar as suas produções.
A Aipex por sua vez, ofereceu apoio institucional aos produtores e teve também como objectivo da sua participação, a promoção da exportação de produtos nacionais e a contribuição para a internacionalização das empresas angolanas, além de ter proporcionado o espaço de exposição.
Renzo Piraccini disse que “a África é um continente de oportunidades, tem terras e água, componentes fundamentais para o desenvolvimento da agricultura. Mas falta tecnologia que sem ela não há desenvolvimento”, disse, o responsável.