O clima económico nacional apresentou no II trimestre do ano em curso tendência de crescimento positivo, tendo evoluído favoravelmente em relação ao trimestre homólogo.
Segundo o relatório do Instituto Nacional de Estatíistica (INE), que o JE teve acesso, assegura que, apesar da evolução favorável do indicador em relação ao período homólogo, o mesmo contrariou a tendência positiva do trimestre anterior e permaneceu abaixo da média da série. Neste caso, a conjuntura económica foi desfavorável para a indústria transformadora.
O documento assegura que, a evolução favorável do indicador, em comparação ao período homólogo deveu-se sobretudo, ao comportamento positivo de todas as variáveis que o compõem.
Comparativamente ao período homólogo, menos empresas registaram constrangimentos ao desenvolverem as suas actividades. No entanto, os principais constrangimentos foram as dificuldades financeiras, falta de água, energia e matéria-prima.
Assim, no sector da construção, apesar de o indicador de confiança ter apresentado tendência positiva e evolução favorável em relação ao período homólogo, a conjuntura económica no sector continuou desfavorável.
No entanto, a evolução favorável deveu-se, sobretudo, ao aumento da carteira de encomendas e das perspectivas de actividades.
Por outro lado, a ruptura de stocks, a insuficiência da procura e as dificuldades financeiras, foram pelos empresários, como os principais constrangimentos, assim como excesso de burocracia e as dificuldades em encontrar pessoal qualificado.
A falta de materiais, a deterioração das perspectivas de vendas e a insuficiência da procura, as elevadas taxas de juro, bem como as dificuldades na obtenção de créditos bancários também limitaram as actividades das empresas.
Nos transportes o indicador de confiança contrariou mais uma vez a tendência positiva do trimestre anterior, permanecendo deste modo abaixo da média da série.
Essa tendência negativa, segundo o documento, resultou da redução da actividade das empresas e nas perspectivas de emprego no próximo trimestre.