Angola e os Emirados Árabes Unidos estão a realizar desde o dia com término hoje (sexta-feira), em Abu Dhabi, o primeiro “Road-Show” para captação de investimento do empresariado deste país asiático para o mercado angolano.
O evento, que decorrerá nas cidades de Abu Dhabi, Sharjah, Ras Al Khaimah e Dubai, visa mobilizar os empresários a investirem nos principais sectores da economia angolana como Agricultura, Pecuária e Pescas, Geologia e Minas, Petróleos e derivados, Transportes e Logística, assim como a área de Hotelaria e Turismo, no âmbito do acordo mantido entre os ministros da Economia de Angola e dos Emirados Árabes Unidos.
Segundo uma nota de imprensa chegada à Angop, durante a permanência da delegação angolana nos Emirados Árabes Unidos, o ministro da Economia angolano, Abrahão Gourgel, manterá encontros de trabalho com o seu homólogo dos Emirados Árabes Unidos, Sutan Bin Saeed Al Manssouri, com líderes das câmaras de comércio e indústria, líderes dos Fundos Públicos de Investimento e , grupos empresariais públicos e privados
ligados aos sectores visados.
A melhoria do ambiente de negócios e o enquadramento jurídico-legal do Investimento Privado em Angola, contribuição do investimento directo dos Emirados na diversificação da economia nacional, diversificação da estrutura económica do país e a estratégia de mitigação dos efeitos da queda do preço do petróleo no mercado internacional serão os assuntos a serem abordados nestes encontros.
O documento explica ainda que a realização deste evento vai servir igualmente para alavancar a cooperação económica bilateral, mobilizar o maior número de investidores asiáticos, demonstrar a atractividade de Angola como destino de investimento dos empresários, gerar com sucesso a confiança dos investidores e criar um perfil de oportunidades de negócio e investimento.
O primeiro Road-show será antecipado com a reunião anual sobre investimentos, na cidade do Dubai, que decorreu de 2 a 4 de Abril último, sob o lema “Investir no futuro, investimento internacional, caminho para a competitividade e desenvolvimento”, e será testemunhada pelo ministro angolano da Economia.
A delegação angolana, chefiada pelo ministro Abrahão Gourgel, está composta pela secretária de Estado de Cooperação, Ângela Bragança, representantes da Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP), quadros dos ministérios da Economia, das Pescas, Petróleos, Hotelaria e Turismo, Geologia e Minas, Agricultura, Indústria e Transportes das províncias do Zaire, Benguela e da Huíla, respectivamente.
Um Road-show é a apresentação ou um evento que serve para divulgação de uma empresa ou produtos e serviços em outras praças.
Os Emirados Árabes Unidos têm uma economia aberta com alto PIB per capita e superávites comerciais expressivos. Embora os esforços sucedidos no sentido de diversificar a economia reduziu a quota de petróleo e gás natural no produto interno bruto para apenas 25 por cento. Desde a descoberta de petróleo nos Emirados Árabes Unidos mais de 30 anos, o país passou por uma transformação profunda de uma região pobre nos principados do deserto para um país moderno, com um alto padrão de vida. os gastos do governo aumentaram criando empregos e expandindo a infra-estrutura económica envolvimento o aumento do sector privado. Por actividades económicas tradicionais são limitadas ao conjunto de datas , a pesca e a criação de camelos. Em meados do século XX o Emiratos foi uma das regiões mais pobres do planeta. No entanto, as exportações de petróleo descoberto grandes reservas de petróleo e gás natural em Abu Dhabi e Dubai .
Estes dois emirados são os pilares sobre os quais se constrói a economia do país, que viu o seu PIB para colocar o mesmo nível de chamados países desenvolvidos. As receitas de petróleo contribuíram para elevar o padrão de vida da população e deram infra-estrutura de primeira ordem do país.