A província do Cunene acolheu esta semana um workshop sobre negócios, entre empresários angolanos e namibianos, onde foram discutidas várias questões relativas ao reforço e incremento das trocas comerciais entre os dois países.

O encontro foi promovido pelo Consulado da República da Namíbia em Ondjiva e em análise estiveram matérias ligadas às potencialidades e possibilidade de negócios entre os dois países, identificação de possíveis parcerias e outros assuntos no fórum de intercâmbio e trocas comerciais.

No acto de abertura, o governador do Cunene, António Didalelwa, disse que a iniciativa empresarial, respeitando sempre as legislações vigentes em ambos países, é salutar pois permite criar novos postos de trabalho e consequentemente riqueza.
Apesar das contrariedades climáticas como são a seca e a cheia, o Cunene dispõe de grandes recursos e infra-estruturas que cada vez mais se vão consolidando no plano nacional de desenvolvimento para o investimento, precisou o governante.

Adiantou que “este plano coloca-nos inúmeros desafios que exigem dos governantes, empresários e de todas as forças vivas um esforço vigente na procura de soluções adequadas para vencer as dificuldades e paulatinamente construir as bases para um crescimento económico sustentável”.

António Didalelwa sublinhou que Angola e a Namíbia são países irmãos que lutam para tirar as suas populações da pobreza e neste desafio as iniciativas empresariais ocupam bases fundamentais para a sua efectivação com a criação de postos de trabalho.
Por seu turno, o cônsul da República da Namíbia em Ondjiva, Egidins Hakwenye, considerou o workshop estratégico, que serve como mola impulsionadora nas relações comerciais Angola/Namíbia em prol do bem comum dos dois povos.

Egidins Hakwenye exortou os empresários do seu do país a identificarem novos sectores para investirem no quadro do reforço da parcerias comerciais com Angola.

O diplomata namibiano disse que só homens de negócios podem concretizar este pressuposto, daí que são chamados os empresários namibianos para o reforço da sua presença em território angolano.

Egidins Hakwenye informou do mesmo modo que se deve reforçar a presença empresarial angolana em território namibiano, de maneira que se ofereça mais serviço à população.

O workshop é uma promoção do Consulado da República da Namíbia em Ondjiva e conta com a participação de empresários angolanos do Namibe, Kwanza- -Sul, Kuando-Kubango, Huíla e Cunene, bem como de homens de negócios da região Norte da vizinha República da Namíbia.