O director adjunto do Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec), Bendinho de Freitas, disse hoje, em Luanda, ser necessária a criação de uma lei que regule a rotulagem no país.


Ao dirigir-se aos estudantes do Instituto Médio de Economia de Luanda (IMEL), quando ministrava uma palestra sobre “A qualidade da rotulagem dos bens de consumo”, Bendinho de Freitas referiu que a realidade actual de Angola impõe a produção de um documento para delimitar tal matéria.

 

Durante a exposição do tema, o orador disse que os bens devem ter uma informação que deve ser útil, acessível e pertinente.

 

Segundo o director adjunto, a informação dos produtos deve possuir tais itens para orientar o consumidor, de modo a entender o seu conteúdo.

 

Disse também que a data de validade, o modo de preparo, lista de ingredientes e a informação nutricional são informações obrigatórias e indispensáveis na rotulagem de qualquer produto.

 

Bendinho de Freitas disse que o consumidor tem direito à informação e o fornecedor ou comerciante o dever informar no quadro da relação existente.

 

A palestra promovida pelo Inadec enquadra-se na comemoração do 16º aniversário do instituto. Além deste fórum, a instituição realizou actividades recreativas e desportivas para assinalar a data.