Pelo menos dez empresas do sector agro-industrial estão a expor os seus produtos na presente edição da maior feira internacional de frutas e legumes “Macfrut 2019”, que decorre de 8 a 10 do corrente na Itália.
Segundo uma nota de imprensa da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações de Angola (AIPEX), que o JE teve acesso, a feira está composta por 8 pavilhões, 55.000m² de área expositiva; 1.100 expositores e 43 mil visitantes, 25 por cento dos quais estrangeiros.
A feira representa um ponto de encontro para os “players” italianos e estrangeiros. Das empresas agrícolas aos produtores de maquinários, com as empresas de embalagens e as associações de produtores, todos os estágios da cadeia produtiva participam anualmente desta feira, evento crucial para o crescimento do sector.
Para esse ano, a Aipex e mais de uma dezena de produtores nacionais estarão presente na Feira, para exibir as frutas tropicais angolanas como manga, maracujá, ananaz, banana e outras.
A nota acrescenta que, o objectivo da Aipex é ajudar os produtores angolanos a estabelecer acordos bilaterais internacional e também de promover a exportação dos produtos nacionais no mercado italiano.
A Itália tem uma economia de mercado caracterizada por um elevado PIB per capita e taxas de desemprego baixas. Em 2010, era a oitava maior economia do mundo e a quarta maior da Europa em termos de PIB nominal. Por paridade do poder de compra (PPC), o país possui o décimo maior PIB do mundo e o quinto maior da Europa.
Após a Segunda Guerra Mundial, a Itália foi rapidamente transformada de uma economia baseada na agricultura para um dos países mais industrializados do mundo e líder no comércio mundial e exportações. É um país desenvolvido, com a oitava melhor qualidade de vida do mundo e o 23º melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Apesar da recente crise económica global, o PIB per capita italiano em PPC mantém-se aproximadamente igual à média da União Europeia (UE), enquanto a taxa de desemprego (8,5 por cento) se destaca como uma das mais baixas da UE. O país é bem conhecido por seu sector de negócios económicos influente e inovador, um sector trabalhista e agrícola competitivo (a Itália é o maior produtor mundial de vinho) e por seus automóveis, indústria, electrodomésticos e design de moda de alta qualidade.
A Macfrut é a mais importante feira da Europa Mediterrânea inteiramente dedicada ao sector hortifruticola.