A receita fiscal não petrolífera dos Grandes Contribuintes cresceu, no primeiro semestre deste ano (2018), quatro por cento em relação ao período homólogo de 2017, ao atingir 264,7 mil milhões de kwanzas, anunciou ontem, em Luanda, a administradora da Administração Geral Tributária (AGT), Conceição Matos. Os Grandes Contribuintes, representados por mais de 350 empresas dos sectores financeiros, diamantíferos, telecomunicações e demais instituições de grande dimensão, possuem um peso significativo no Orçamento Geral do Estado (OGE). Por esta razão, estes têm um tratamento diferenciado por parte da Administração Geral Tributária (AGT).