A Associação dos Industriais de Angola (AIA) em parceria com a consultoria CSSO, vai promover a partir de Junho deste ano, acções formativas dirigidas a agentes comerciais para dotá-los com novos conhecimentos financeiros para aumentar a sua competitividade no mercado.
A informação foi avançada quarta-feira, em Luanda, pelo presidente da associação, José Severino .
O responsável adiantou que, a iniciativa terá abrangência nacional e será financiada pela União Europeia(UE), com duração de três anos.
Para a efectivação do Programa, as entidades da AIA e os seus parceiros, submeteram à União Europeia um “dossier” com detalhes sobre a necessidade da implementação do programa, tendo em vista ao novo panorama económico nacional e regional.
Segundo José Severino, a AIA apostou nesta actividade porque a UE tem vários objectivos de apoio ao Governo virados ao desenvolvimento económico, agilidade e eficácia para integração na SADC.
A associação vai também promover outro programa de formação em parceria com o Ministério da Educação e da Administração Pública, denominado “Formação dual”, numa simbiose teroria/prática.
A “Formação dual”, ou seja estudo e trabalho em simultâneo, é um programa em que o jovem também vai às empresas combinando a teoria e a prática, avaliando o seu comportamento na empresa (disciplina, pontualidade e aprendizagem).
José Severino disse que, o formando tem também direito a um subsídio mensal, seguro de saúde, serviços sociais, como refeitório e posto médico.
A AIA está a procurar tembém desenvolver este processo com a colaboração de algumas instituições de ensino e apoio do governo alemão.
A implementação do programa em Angola deve-se ao facto de ser aplicado na Alemanha e provou ser eficaz, assim como em Portugal que deu sucesso na indústria automóvel.