A província do Bengo exportou este ano, para China e Turquia, um total de um milhão, 026 e 422 metros cúbicos de madeira em toro, disse, recentemente, em Caxito, província do Bengo, o director provincial da Agricultura, Faustino Quissaque Ngonga.
Em entrevista à Angop, o responsável esclareceu que no ano transacto foram exportadas para a Itália 209,160 m3 em toro, Portugal 109,909 de madeira serrada, Emirates Árabes Unidos com quatro, 160 e 207 m3 de madeira em toro e para Espanha 49,348 m3 de madeira serrada, informando que o sector de exploração de madeira iniciou as primeiras a mostras em 2013 e 2014.
O director sublinhou que a qualidade das espécies de madeira em toro e serrada exportada para estes países foram a moreira e undianunu, por possuirem qualidade aceitável nestes mercados.
Esclareceu que a região do Bengo é a porta de saída de exploração das madeiras provenientes das províncias do Uíge, Zaire e Cuanza Norte, e aconselhou os exploradores de madeira a cumprirem com o regulamento florestal para a realização exitosa da actividade de exploração da madeira. Em 2016 foram homologados 38 processos para exploração de madeira em toro e 18 para exploração de carvão vegetal.
A província do Bengo conta com nove serrações designadamente, Ango-solução, Socatas, Africampos, Matos e Jeans, Pica-Pau, Victor Gonçalves, Redsuns, GDS, localizadas nas localidades de Úcua, Sassa Povoação, Panguila, Kibaxe, Fazenda Cruzeiro, Mbala Cassungo (Nambuangongo) e na sede do Pango Aluquém.