A Bielorrússia estará representada pela primeira vez na 35ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA/2019), com empresários do ramo do comércio, indústria e agricultura, que procuram por oportunidades de negócio em Angola.
A maior bolsa de negócios de Angola, que vai decorrer de 9 a 13 do mês em curso, na Zona Económica Especial (ZEE) Luanda-Bengo, vai acolher mais de 720 expositores contra 372 da edição anterior.
Além da Bielorrússia, a bolsa de negócios contará com expositores da Alemanha, que vem como uma delegação governamental e empresarial e Portugal que será representado pelo seu ministro da Economia e o secretário de Estado e da Cooperação, além da classe empresarial.
Empresários da Índia e Itália também já confirmaram a sua presença na Feira Internacional de Luanda, que vai decorrer sob o lema “Dinamizar o sector privado e promover o crescimento económico”.
Na edição de 2018, Portugal foi o maior expositor estrangeiro com um total de 25 expositores de vários ramos.
Em declarações à imprensa, o director nacional para Economia, Competitividade e Inovação do Ministério da Economia e Planeamento, Marcelino Pinto, afirmou estar já na ordem de 70 a 75 por cento o grau de montagem dos stands no recinto da ZEE Luanda-Bengo, onde vários jovens acorrem para conseguirem um emprego temporário,
num total de mil.
“As condições estão a ser criadas e todas dentro do prazo previsto”, referiu o responsável.