A companhia de bandeira cabo-verdiana, a Cabo Verde Airlines, vai passar a voar duas vezes por semana para Luanda, a partir do mês de Dezembro, podendo partir de Luanda para outros destinos, informou o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças de Cabo Verde, Olavo Correia.
Ao dissertar, quinta-feira, em Luanda sobre “Transferência  de competências para os municípios e gestão da transição”, o governante cabo-verdiano, que não precisou o tipo de aparelho a operar, sublinhou que a intenção é viabilizar o fluxo
migratório nos dois sentidos.
Acrescentou que a medida visa igualmente facilitar o intercâmbio cultural entre cabo-verdianos e angolanos, assim como reforçar as relações entre os dois povos, como reflexo da vontade dos dois governos, que em Abril deste ano assinaram um acordo no domínio da aviação.
“(….) Esta nova ligação entre Cabo Verde e Angola procura reforçar a presença da companhia no mercado africano, como parte da estratégia em fazer da Ilha do Sal um HUB (plataforma giratória)”, refere o governante, anunciando o voo inaugural
para o dia nove de Dezembro.
Segundo Olavo Correia, a ligação entre a capital angolana e a Ilha do Sal, em Cabo Verde, será feita duas vezes por semana, partindo o primeiro voo da capital cabo-verdiana às 22h35, com previsão de chegada a Luanda às 6h00 locais do dia
seguinte (10) do referido mês.
Esse anúncio segue-se à revelação do director executivo da então Transportes Aéreos de Cabo Verde, Mário Chaves, segundo o qual este ano a companhia propõe-se em abrir novas rotas