A presidente executiva da Câmara de Comércio Angola/Estados Unidos da América (EUA), Maria da Cruz, advogou, em Mbanza Congo, a necessidade do Executivo e os empresários nacionais e estrangeiros direccionarem mais investimentos para esta cidade, que recentemente foi elevada a património mundial pela UNESCO.
Em declarações à Angop, no quadro da sua visita de alguns dias a esta histórica cidade, a responsável reconheceu que, apesar dos esforços empreendidos na implementação de vários projectos de impacto social e económico, Mbanza Congo carece ainda de muitas infra-estruturas, principalmente nos domínios da hotelaria e turismo para fazer face a actual demanda.
“Na verdade, Mbanza Congo precisa de mais investimentos para poder absorver, nos próximos tempos, a avalanche de turistas de todas as latitudes do mundo que se deslocarão a esta cidade, já como património mundial da UNESCO”, precisou.
Segundo a fonte, um dos propósitos da sua visita a Mbanza Congo é encontrar formas junto com as autoridades locais para incentivar os empresários a investirem nesta região, visando impulsionar o desenvolvimento social da cidade.
Para a governante, a cidade de Mbanza Congo ainda é virgem em termos de investimentos.