O Ministério da Energia e Águas (Minea) vai responsabilizar, em sede própria, os elementos que têm espalhado informações falsas e caluniosas veiculadas em alguns órgãos de imprensa e redes sociais.
Segundo uma nota de esclarecimento enviada ao JE, o Minea considera a existência de uma campanha caluniosa contra os respresentantes desse departamento ministerial, sobretudo da figura do titular da pasta, o ministro Borges. O Minea diz que essa atitude reprovável surge em função da rescisão de vários contratos celebrados com empresas privadas. Refere ainda que “ao contrário daqueles que se escondem por detrás dessas manobras cobardes, estamos disponíveis para prestar esclarecimentos para apurar a verdade dos factos”.