Exportadoras e Internacionalizadas de Angola (CEEIA) reuniu esta semana, em Luanda, os seus membros a fim de analisarem os constrangimentos e as soluções para o fomento das exportações nacionais.
Uma nota da instituição a que o JE teve acesso explica que um dos assuntos abordados foram as fontes de financiamento, necessidade de seguro à exportação, acesso às divisas, incentivos aos empresários exportadores,
entre outros assuntos.
Segundo o presidente da CEEIA, Agostinho Kapaia, estes encontros são muito importantes para que os empresários possam partilhar ideias com a missão de melhorar o que está bem
e “corrigir o que está mal”.
O empresário aproveitou também o momento para apresentar aos associados o resumo daquele que foi o encontro com o Presidente da República que reuniu representantes das associações empresariais
no passado dia 5 de Janeiro.
A agremiação conta com 30 membros e assegura que vai continuar a trabalhar para aumentar este número na perspectiva de dinamizar as exportações da produção nacional.
Presença
Entretanto, as exportações nacionais têm como destino a Comunidade dos Países da África Austral, da Língua Oficial Portuguesa, Ásia e América, onde se destaca a madeira,
bebidas e alimentos.