Mais de 288 mil e 498 passageiros foram transportados pelo comboio do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), de Janeiro a Setembro de 2016, disse, no Luena, o representante no Moxico do Conselho de Administração do CFB, Fernando António Prata.
Em declarações à Angop, disse que os passageiros do CFB são na sua maioria comerciantes que efectuam trocas comerciais do litoral, do Lobito (Benguela) ao Luau (Moxico), a última estação, na fronteira com a República Democrática do Congo (RDC).
No mesmo período foram transportadas vinte mil 657 toneladas de mercadoria com destaque para o feijão, fuba de milho, tomate, batata-rena, repolho, alho, cebola, bebidas, cimento, gás butano e combustível.
Sem revelar o montante arrecadado para os cofres do Estado, disse que o III trimestre foi o mais rentável, durante o qual foram transportados de comboio 111 mil 801 passageiros.
Enquanto que do Moxico, Leste de Angola, o representante do Conselho de Administração disse ter sido transportado, para o centro e litoral do país, com maior incidência o peixe da água doce, mel e bombó.
Do Lobito (Benguela) ao Luau (Moxico), o comboio tem duas frequências semanais e diariamente são transportados 900 passageiros, com as passagens a variarem entre dois a seis mil kwanzas.

Mais frequências
Durante a quadra festiva, o Caminho-de-Ferro de Benguela aumentou de uma para duas as frequências semanais na circulação de comboio nas rotas Luena/Huambo/Cuito/Luau e vice-versa, para responder a procura dos clientes na quadra festiva.
De acordo com o responsável da empresa no Luena, além do aumento de passageiros, é elevado o fluxo de mercadorias. Entre as mercadorias realçou a batata, o peixe seco, ovos, legumes, feijão, farinha de trigo.