O Centro Integrado de Formação Tecnológica (CINFOTEC) realiza desde ontem até ao dia 2 de Setembro, uma feira de exposição tecnológica, com o objectivo de fortalecer o intercâmbio entre as empresas do sector produtivo e o centro de formação. Enquadrado no 5º aniversário do Cinfotec, estão presentes na feira mais de 15 empresas, com realce para a Refriango, InfraSat, Dstv, ISQaPav, Robert Huston e Odebrecht, entre outras.

Na ocasião, o director-geral do Cinfotec, José João Lourenço, sublinhou que, nestes cinco anos, foram realizadas grandes acções formativas, que visam proporcionar a melhoria contínua do padrão de qualidade e a produtividade da indústria nacional, através de formação profissional, prestação de serviços e consultoria.
 
Projectos
No centro de formação, estão matriculados mais de 5.000 formandos. Além disso, o Cinfotec rubricou 23 acordos de parceria com empresas e instituições públicas. José João Lourenço revelou que o centro almeja para os próximos anos, a obtenção da certificação ISO/9001 (do sistema de gestão de qualidade), além da formação contínua, qualificação e certificação internacional dos formadores do centro.

Consta também dos projectos da empresa  a implementação de mais dois cursos técnicos, com  duração de dois anos.
Dados apontam que, no passado, os custos com a formação de técnicos daquele centro de formação cifraram-se em 201,6 milhões de kwanzas, tendo ultrapassado as expectativas iniciais.

Os cursos mais solicitados pelas empresas são das áreas de protocolo TCP-IP, redes de computadores básico e processos de soldagem, enquanto os particulares solicitam mais os cursos básicos de redes de computadores, manutenção de equipamentos, electricidade básica e  auto-cad.