A maior parte dos sectores de actividades nacional apresentou, no II trimestre do ano em curso, conjuntura económica desfavorável. Segundo o relatório do Instituto Nacional de Estatística (INE), que o JE teve acesso, apesar da evolução positiva dos indicadores de confiança dos sectores da indústria transformadora e do turismo face ao período homólogo, os mesmos continuaram abaixo da média da série, permanecendo a conjuntura económica desfavorável para ambos os sectores.
Na indústria extractiva e comunicação a conjuntura económica foi favorável, pois ambos indicadores apresentaram tendência positiva, evoluíram favoravelmente em comparação ao trimestre homólogo e permaneceram acima da média da série.
Já no comércio e construção, os indicadores de confiança contrariaram a tendência descendente do trimestre anterior e evoluíram positivamente em relação ao período homólogo, mas permaneceram abaixo da média da série.
Não obstante a tendência positiva do indicador de confiança do sector dos transportes, a conjuntura económica permaneceu desfavorável, pois o indicador evoluiu negativamente face ao trimestre homólogo e permaneceu abaixo da média da série.
Há três trimestres consecutivos que o indicador de clima económico apresenta tendência positiva e evolui favoravelmente em relação ao período homólogo, mas ainda assim, o clima económico permaneceu desfavorável no segundo IINa indústria transformadora, pese embora a evolução positiva do indicador face ao período homólogo, o mesmo apresentou tendência negativa e continuou abaixo da média da série, permanecendo desfavorável a conjuntura no sector.
Na opinião dos empresários, a falta de matéria-prima, as dificuldades financeiras e as frequentes avarias mecânicas nos equipamentos foram os principais constrangimentos.