O ministro do Comércio, Joffre Va-Dúnem Júnior revelou ontem, em Luanda que estão a ser preparadas as condições a fim de criar uma “bolsa de mercadoria” que visa identificar e catalogar toda a produção nacional dirigida para os sectores da distribuição e de consumo.
O governante prestou estas declarações à margem da inauguração do terceiro supermercado “Mel” do grupo empresarial Score Distribuição,
localizado na zona do Camama.
Joffre Van-Dúnem Júnior referiu que esta iniciativa além de criar empregos reduz o fluxo do mercado informal.
“É notório a presença de produtos nacionais nestes estabelecimentos comerciais, pois incentiva o sector privado a produzir mais”, sublinhou o ministro.
Em relação a alguns produtos que estavam fora do âmbito da segurança alimentar que surgiram no mercado recentemente, o ministro explicou que são produtos vindos de três empresas sul africanas. “Logo, após a intervenção dos organismos competentes os mesmos foram retirados do mercado”.

Investimento
O director-geral da empresa, António Leal disse queo empreendimento está avaliado em dois mil milhões de kwanzas e criou 50 postos de trabalho directos e 30 indirectos.
A nova superfície comecial dispõe de uma área total de três mil metros quadrados, dos quais 1.300 são destinados à área de venda.
“Estamos neste momento a consolidar a nossa presença em Luanda. Ainda não temos um plano a curto prazo, em função do actual cenário económico nacional”, afirmou.
António Leal disse que o grupo emprega 500 colaboradores dos quais 18 são expatriados. O gestor assegurou que 50 por cento dos produtos são garantidos por produtores locais.
Por seu turno, a vice-goverdora de Luanda, para o Sector Político e Social, Ana Victor disse que os preços praticados são competitivos e que permitem alcançar todos os bolsos.
A responsável disse igualmente que é com grande satisfação que recebeu garantias da empresa em apoiar projectos sociais como hospitais e centros de acolhimento na referida zona.
A Score Distribuição é uma empresa de capital angolano, detentora do supermercado “Descontão” criado em 2013 como modelo de negócio venda a grosso.