Decorre desde terça-feira última em Luanda, um workshop de formação de quadros para o sector do comércio, numa organização do Ministério do Comércio em parceria com a União Europeia e a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (CNUCED).
A formação que está a decorrer no salão nobre do Ministério do Comércio, se estende até o próximo dia 22 do corrente.
Na abertura da formação, o ministro do comércio, Joffre Van-Dúnem Júnior disse que, com a adesão de Angola à Zona de Comércio Livre da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) e a implementação da Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLCA), o elevado nível de competitividade que se apresentará ao nosso empresariado, requer a capacitação adequada dos mesmos em matéria de normas e padrões de comércio internacional.
O objectivo geral da componente de formação, segundo apurou o JE, é treinar os formuladores de políticas nacionais e as partes interessadas no exame de uma série de questões relevantes para o desenvolvimento de sectores verdes seleccionados e suas cadeias de valor.
Assim, com vista a promover um desenvolvimento económico global sustentável, a União Europeia tem vindo a apoiar iniciativas amigas e protectoras do meio ambiente em todo mundo.
O embaixador da União Europeia em Angola, Tomás Ulicny, lembrou no seu discurso que “o crescimento das exportações constitui uma prioridade evidente no contexto actual de Angola e os sectores verdes emergem entre os mais promissores e de maior potencial”, concluiu.
A revisão nacional de produtos verdes de Angola (NGER Angola) é uma componente de capacitação que treinará técnicos do Ministério do Comércio e de outros ministérios como da Agricultura e Florestas, Finanças, Economia e Planeamento, Pescas e do Mar, Ambiente, entre outros parceiros relevantes na análise de oportunidades de exportação de produtos.
Dentre os parceiros constam a Administração Geral Tributária (AGT), Associação dos Industriais de Angola (AIA), a Agência de Investimento e Promoção das Exportações (APIEX), Banco Nacional de Angola (BNA) e Associação de Bancos Nacional (ABANC).