As trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa atingiram os 69 milhões 128 mil dólares no período entre Janeiro e Setembro de 2016, tendo registado uma redução de 9,61 por cento em relação ao período anterior, segundo dados oficiais chineses divulgados pelo Fórum de Macau.
Nos primeiros nove meses do ano, a China vendeu aos oito países de língua portuguesa bens no valor de 21 milhões 278 mil dólares (menos 25,78 por cento em termos homólogos) e comprou a esses países mercadorias cujo valor ascendeu os 47 milhões 850 mil dólares (+0,09 por cento).
No mesmo período foi absorvido um défice comercial de 26 milhões 572 mil dólares, indica uma nota de imprensa da Embaixada da República de Angola na China, chegada à Angop.
Segundo o documento, Angola aparece em segundo lugar em termos de valor, tendo efectuado trocas comerciais com a China no montante de 11 milhões 786 mil dólares (-24,28 por cento) e importado produtos no valor de um milhão 240 mil dólares (-57,80 ).
No referido período o país vendeu bens no valor de dez milhões e 545 mil dólares (-16,47), respectivamente.
O Brasil obteve 75 por cento das trocas comerciais com a China do total dos países de língua portuguesa com 51 milhões 673 mil dólares (-7,08), tendo vendido à China bens no valor de 35 milhões 856 mil dólares (+6,59) e comprado mercadorias cujo valor ascendeu os 15 milhões 817 mil dólares (-28,0).