A aposta forte no sector dos Transportes vai recair na conectividade das infra- -estruturas que atravessam o continente africano, bem como a integração com a rede nacional de plataformas logísticas.
Segundo o titular da pasta, Ricardo Viegas D’Abreu que falava na abertura do X Conselho Consultivo do Ministério dos Transportes, , que arrancou ontem e termina hoje, na cidade do Lobito, em Benguela, o sector terá no reforço das competências dos institutos públicos tutelados, bem como a conclusão dos novos aeroportos, promoção do transporte marítimo de passageiros e os planos directores provinciais do sector dos Transportes, como os principais eixos para ajudar a alavancar a actividade económica.

Traçar estratégia
No seu discurso, o ministro dos Transportes destacou que pretende um sector moderno, eficiente e sustentável. Ricardo Viegas D’Abreu instou os responsáveis das empresas ligadas ao sector, a prestarem melhor serviço, “no sentido de termos no nosso país um sector dos Transportes moderno, eficiente e sustentável que seja uma referência em termos de parceria público-privada”.
Segundo afirmou, cada empresa deve ter um plano de negócios, que seja capaz de fazer surgir o conjunto de actividades e indústrias de suporte aos sistemas de transporte, que conduzam a resultados positivos e a um serviço de e com maior qualidade.
A reunião vai abordar temas como “Concessões portuárias”, “Aviação civil e desafios do futuro”, “Transportes ferroviários no apoio a diversificação da economia e integração regional”, “Transporte de passageiros e mercadorias” e “Experiência dos micro-operadores no sector dos Transportes”.
A “Inovação nos transportes”, “A economia dos transportes e seu financiamento”, “A experiência dos micro operadores no sector dos Transportes”, “Coordenação intersectorial dos transportes”, “Recursos humanos”, “Execução orçamental” bem como a “Estratégia de comunicação sectorial” constam também das discussões a serem abordadas durante o dia de hoje, que é o último deste X Conselho Consultivo.
O acto de abertura contou com a presença do governador da província de Benguela, Rui Falcão.
Além dos responsáveis do Ministério dos Transportes, o evento, que decorre sob o lema “Transportes, força motriz para um desenvolvimento  nacional, integrado e inclusivo”, conta com a participação de órgãos reguladores, operadores públicos e privados, sindicatos da classe, associações profissionais e especialistas.