Além deste serviço electrónico, o Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos inaugurou também um Guiché Único da Empresa (GUE) na Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (Aipex), no âmbito da estratégia da melhoria do ambiente de negócios, simplificação e desburocratização dos serviços públicos.
Além do GUE online, que permite aos cidadãos nacionais a constituição de uma sociedade por quotas pluri-pessoal, a mais frequente, solicitada fisicamente pelos cidadãos no Guiché, está também em desenvolvimento outras formas jurídicas
de criação de empresas.
No acto de lançamento e de inauguração, o secretário de Estado da Justiça, Orlando Fernandes, disse que esta iniciativa do Executivo angolano responde à crescente demanda dos cidadãos atentos à qualidade da prestação dos serviços públicos assim como aos estilos e ritmos de vida da nova geração de utentes que utiliza regularmente as tecnologias da informação e comunicação.
Em relação ao Guiché Único da Empresa inaugurado nas instalações da Aipex (GUE- Aipex), Orlando Fernandes referiu ser uma necessidade que já se impunha, para que o investidor possa abrir a sua empresa, mas também registar-se enquanto investidor privado nacional e estrangeiro, a fim de aceder aos benefícios e incentivos fiscais e outros.
Quanto aos pagamentos necessários de emolumentos, disse que hão-de ser feitos também por via electrónica, mediante transferência multicaixa e internet banking.
Explicou que o GUE online é resultante de muita interacção entre o Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação (MTTI), que concebeu e desenvolveu todo aplicativo que suporta e permite a constituição de empresas online.