A empresa pública de Correios de Portugal (CTT) pretende entrar no mercado angolano, disse o presidente da instituição, Estanislau Costa, em conferência de imprensa para apresentação dos resultados de 2008. De acordo com o jornal OJE, os CTT querem avançar no país com uma empresa de correio expresso, em parceria com a homóloga de Angola e o grupo português Mota-Engil.

Costa não esclareceu se o projecto avança este ano ou no próximo, mas afirmou que a constituição da empresa em Angola já foi aprovada. O presidente dos CTT também disse que poderá haver outros parceiros locais para a empreitada.

O grupo CTT - sigla para Correios, Telefone e Telégrafos - já está no mercado de Moçambique, e pretende avançar em outros países lusófonos, ainda segundo o seu presidente, Estanislau Costa.