A Empresa Distribuidora dos Produtos da Pesca (Edipesca) começa a implementar, ainda este ano, novos projectos da linha de financiamento da Coreia do Sul, que permitirá aumentar a capacidade de processamento de pescado, anunciou o director-geral, Rafael Pascoal.
O respectivo financiamento, cujo acordo será assinado em Março próximo, está avaliado em 57 milhões de dólares norte-americanos. O gestor, teceu estas considerações à margem da acção de formação de marinheiros da empresa “Crustangola”, numa cerimónia presidida pela ministra das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista.
Com o referido financiamento, a Edipesca vai ampliar a capacidade de processamento de mil e 800 toneladas para três mil/ano, além de aumentar a capacidade em termos de pescado e câmaras frigoríficas.
De acordo com o responsável, o processo de cedência do financiamento tem estado a demorar devido alguns procedimentos que devem ser adoptado, mas acrescentou que até final deste mês de Março possa ser assinado o referido acordo.
Acrescentou que o projecto prevê a instalação de salas de processamento do peixe em postas, filetes e apostar numa fábrica de gelo.
O director disse que a empresa tem acordos com armadores que fornecem o pescado, e por sua vez vendem aos retalhistas, mas devido ao problema das infra-estruturas que atravessa tem estado a reduzir o nível de aquisição.