A Angola Telecom investiu mais de 200 milhões de kwanzas para a extensão de um novo produto denominado “Triple Play” um pacote integrado de voz, internet e televisão num só cabo. A informação foi avançada pela administradora da empresa de telefonia fixa, Naiole Santos.

A empresa lançou os primeiros serviços na Centralidade do Kilamba, que numa primeira fase vai estar disponível para cerca de três mil residências dos edifícios C, F, L e Q.

Até finais de 2014, prevê uma disponibilidade para mais de sete mil utilizadores na centralidade do Kilamba.
Os clientes que aderirem ao pacote básico vão pagar mensalmente uma quantia de 7.800 kwanzas. Enquanto para o pacote Bué Mais com 96 canais, internet 1 megabyte e telefone deverão pagar uma quantia de 15.300 kwanzas.

Para o pacote de mais de 96 canais, internet de 4 megabyte, a mensalidade está estimada em 36.700 kwanzas. A comercialização dos serviços será feita na agência da Angola Telecom/TV cabo localizado na centralidade, no edifício E20.
A gestora lembrou que o acesso às novas tecnologias e a sua superação permite estar mais próximo do mundo global. “Angola Telecom é a primeira operadora a prestar este serviço no país”, disse.

O secretário de Estado das Telecomunicações, Carlos Safeka, que testemunhou o acto de lançamento do serviço, disse ser uma mais-valia devido à sua facilidade na comunicação e informação ao cidadão.
“As novas tecnologias facilitam a comunicação, informação e recreação com o mundo exterior, assim como o desenvolvimento de várias habilidades”.

Segundo o dirigente, a implementação do projecto resulta de um trabalho aturado de mais de dois anos e se pretende que seja de âmbito nacional.

Com efeito, o governante reafirmou que os projectos a partir da fibra óptica que abrangerá o país terão como prioridade as novas centralidades que estão a ser erguidas em muitos pontos de Angola.

Outros produtos

Além do novo produto destinado às novas centralidades de Luanda, a empresa de telefonia da rede fixa apostou recentemente na inovação dos seus produtos, procedendo ao lançamento do pacote “Fala Mais”, que inclui serviços como internet, voz e mensagens.
Nos últimos cinco anos, a empresa investiu, cerca de 95 mil milhões de kwanzas no que toca à melhoria na prestação dos seus serviços.

De acordo com o director de marketing da Angola Telecom, Bartolomeu Pereira, o novo produto, é uma tecnologia com uma abrangência nacional e tem um custo significativo.
“Com isso, pensamos que as nossas ofertas acabam por ter uma cobertura a nível de todos os estratos da nossa sociedade”, rematou.

A Angola Telecom é uma empresa pública de telecomunicações que projecta tornar-se auto-sustentável entre 2015 e 2016, através da reestruturação em curso na empresa. O Estado deverá gastar cerca de 1,1 mil milhões kwanzas com a implementação da reestruturação da empresa este ano.