Empresários da província do Moxico defenderam, no Luena, a criação nos próximos tempos da câmara de comércio Angola-Zâmbia, com ênfase entre as províncias trans-fronteiriças.
A ideia expressa no relatório da direcção provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo do Moxico, entregue segunda–feira última à Angop, surgiu após a realização na semana passada do encontro entre os empresários locais e daquele país vizinho (Zâmbia), no Luena.
Na nota, os empresários locais referem que a criação da câmara contribuiria na melhoria e intensificação da actividade comercial entre ambos países.
Da parte de Angola, o governo provincial promove acções de sensibilização da população que se encontra nas áreas fronteiriças no sentido de tratarem Passaportes normais, para a aquisição de vistos de entrada e saída junto dos Serviços de Migração e Estrangeiros (SME) destacados nas fronteiras, para permitir a circulação.
Na parte Zambiana, de acordo com o documento, o seu governo prevê a melhoria das estradas do noroeste e oeste, bem como projecta a construção de portos secos, para posterior implementação de parceria de negócio, sobretudo, com as províncias que ligam o Noroeste e Oeste da Zâmbia, com o Leste e Sudeste de Angola.
Trata- se das localidades do Jimbe, Caripande, Mongo-Kalabo até a fronteira do Município dos Bundas (Moxico) e a via fluvial de Changongo na República da Zâmbia e Rivungo no Cuando Cubango (Angola), indica a nota.