Em declarações à imprensa, depois da sua eleição num pleito de lista única, sublinhou que os principais desafios passam por continuar a trabalhar com o Executivo para promoção da cultura de exportação e aumentar a capacidade de formação das empresas que actuam no mercado angolano.
Agostinho Kapaia adiantou que dos produtos mais exportados estão o café, bebida, madeira, entre outros.
“Posso afirmar que vamos ter nos próximos três anos um foco muito grande na melhoria da nossa produção, tendo em conta os sectores alinhados na estratégia do Executivo”, disse.
Adiantou que estão a ser feitos trabalhos com o Estado para reduzir as dificuldades enfrentadas para exportação de produtos.
Reassumiu o compromisso da organização em reunir esforços para continuar a apresentar níveis de desempenho que contribuam para efectivação dos seus desígnios em prol das empresas nacionais exportadoras.
A Ceeia foi fundada em 2013 e reelegeu há dias, em lista única Agostinho Kapaia para dirigir a organização nos próximos três anos. A Ceeia começou com 19 membros e actualmente conta com 27.