Os actos de vandalismo registados no mês de Agosto nos postos da rede de transporte de energia eléctrica, do Moxico, resultando no roubo de mil e 192 metros de cabos de terra de 95 milímetros, causaram grande prejuízo à Empresa Nacional de Distribuição de Energia Eléctrica (ENDE) e a população em geral na província.
Este facto foi denunciado publicamente esta semana por responsáveis do sector, durante uma visita de constatação do funcionamento de alguns empreendimentos no município de Camanongue, pelo governador da província, Gonçalves Muandumba, com vista a melhoria das condições sociais da população.
O governante, que se fez acompanhar dos membros do seu pelouro e responsáveis do sector de Energia Eléctrica, radiografou os trabalhos da instalação da subestação eléctrica e os respectivos postos de transformação (PTs) na sede municipal do Camanongue, o Centro de Acção Social Integrado (CASI) e a fazenda Agro-Industrial de Camaiangala.
Segundo apurou a Angop, a acção de vandalismo tem estado a afectar negativamente o fornecimento de energia eléctrica a nível daquela localidade.
Por outro lado, o chefe do Departamento de Exploração da Rede Nacional de Transporte (RNT), Waldemar Eduardo, informou estar praticamente concluída a montagem de equipamentos electromecânicos e a ligação aos cabos de alta tensão, bem como estão prontos para entrar em funcionamento, o que vai beneficiar a população.