Sessenta por cento dos stands que vão acolher os 350 expositores da 34ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA/2018) estão já montados, quando faltam oito dias para o seu arranque, constatou hoje a Angop na Zona Económica Especial (ZEE), o novo local onde vai decorrer a exposição.
Para esta edição, a decorrer de 10 a 14 deste mês, 15 países confirmaram já a sua participação, com destaque para África do Sul, Portugal, Suécia, Itália, Alemanha, Holanda, Reino Unido, Rússia, Ghana, Moçambique, Uruguai, Brasil e Estados Unidos.
A organização da feira espera na ZEE, situada no município de Viana, mais de seis mil visitantes por dia, entre estudantes, empresários e profissionais das diversas áreas. Contrariamente ao espaço de exposição da Baía de Luanda, onde decorreu a 33ª edição da Filda, na ZEE, com quase três hectares, há uma ampla área para parqueamento de viaturas de visitantes e expositores, espaços para restauração e área administrativa.
Estarão presentes empresas dos sectores da construção civil, indústria ligeira e pesada, telecomunicações, electrónica, processamento alimentar, serviços, transporte, agricultura, mineração, serviços financeiros, banca, seguros, restauração, saúde, imobiliárias, entre outros.
A edição de 2017 realizou-se no final de Julho, na Baía de Luanda e juntou cerca de uma centena de empresas.
Em 2016, a crise levou mesmo ao cancelamento do evento, que em anos anteriores, nas suas habituais instalações, localizadas no município do Cazenga, chegou a movimentar, enquanto expositores, cerca de mil empresas.