Os bancos centrais de Angola e da África do Sul estão a analisar a possibilidade de utilizarem o Rand e o Kwanza nas transacções comerciais entre os dois países.
A garantia foi dada pela responsável do Departamento do Comércio e Indústria sul-africano, Zanele Sanni, durante o fórum de agro-negócios promovido pela Câmara de Comércio e Indústria dos dois países.
“Os bancos e as instituições financeiras regionais estão a trabalhar para definir os mecanismos que devem ajudar as transacções comerciais entre as duas moedas”, informou.
Segundo Zanele Sanni a União Africana (UA), mencionou que o crescimento comercial em África aumentou 15 por cento em 2016 e, apesar deste crescimento, em 2017 o continente não atingiu a meta de 20 por cento proposto pelo fórum de Malabo, que definiu esse indicador como um dos objectivos a atingir em 2020.
“Os 15 por cento do crescimento comercial apenas dizem respeito aos países da região Austral, mais concretamente a África do Sul”, explicou.
Para a governante, o Executivo angolano deve assinar um compromisso que se baseia na obediência das melhores práticas e ter de respeitar a lei do território em que se esteja a trabalhar, estabelecer negócios de boa-fé e cumprir com a responsabilidade social.
Outro aspecto prende-se com a sua participação em fóruns sobre troca de experiências e de “know how” entre os parceiros, além de desenvolver a transferência de tecnologia e geração de empregos para a comunidade.