As empresas melhor representadas na Expo Malanje e do Salão da Mandioca que encerrou domingo último foram reconhecidas numa cerimónia pública pelo governo da província em colaboração com a Eventos Arena.
O corpo de júri avaliou as exposições dos stands, objectivos e outros pormenores que concorreram para a classificação das empresas que aderiram ao certame que durante pouco mais de três dias, mostrou as potencialidades da província nos seus mais variados domínios.
Além das empresas Angopri, considerada a melhor participação no sector agrícola, o Banco de Fomento Angola (BFA) na categoria de bancos e seguros, Newcare, no comércio e seguros, a Biocom no sector industrial e a administração municipal de Marimba, a organização considerou o Banco de Poupança e Crédito como o grande vencedor do certame.
Os vencedores nas diferentes categorias enalteceram o princípio de organização e reafirmaram a vontade de participar das próximas edições que vierem a ter lugar, para o engrandecimento da província.

Superadas as expectativas

A I edição da Expo- Malanje, que contou com a participação de 150 expositores, do Brasil, China e África do Sul, superou as expectativas criadas pela organização uma vez que a população local teve a oportunidade de comprar e ver de perto as potencialidades que a província tem no ramo da agricultura e indústria.
A afirmação é do governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos “ Kwata Kanawa”, no encerramento do certame que decorreu no Pavilhão Multi-Usos com a presença de empresas do ramo agrícola, seguro, industria, banca entre outras.
O governador reiterou a aposta na agricultura familiar com vista a contribuir para o desenvolvimento sustentável das famílias. Norberto dos Santos precisou que, a Expo-Malanje é uma grande oportunidade para as pequenas e grandes empresas mostrarem o que produzem em prol do desenvolvimento da província e estabelecerem parecerias.
O chefe do aparelho governativo local garantiu que o Executivo vai continuar a apoiar e trabalhar com as associações de camponeses e cooperativas agrícolas, no sentido de cada vez mais aumentar a produção agrícola e consequentemente combater a fome e a pobreza no seio das comunidades.
Kwata Kanawa, anunciou que a II edição da Expo-Malanje vai promover a feira da batata-doce, com vista a promover a sua cultura e contribuir no aumento do rendimento económico das famílias rurais e gerar divisas para a província.
Segundo o governador, a ideia da realização da primeira feira da batata-doce na província visa mostrar para o país, e não só, as enormes potencialidades de Malanje, tendo considerado o município de Cacuso, o maior produtor desse tubérculo, como o celeiro para o desenvolvimento sustentável das famílias em Malanje.
Quanto a realização da Expo-Malanje, o dirigente disse que o evento superou as expectativas, uma vez que os malanjinos tiveram a oportunidade de comprar e ver de perto as potencialidades que a província tem em termos agrícola e indústria.
Precisou que a Expo-Malanje foi uma grande oportunidade para as pequenas e grandes empresas mostrarem o que produzem em prol do desenvolvimento da província e do país.
O governante disse que o evento, a além de divulgar as oportunidades de négocios da província, é também um incentivo para atrair investidores nacionais e estrangeiros contribuindo para a dinamização e desenvolvimento do empreendedorismo local.