O fórum Internacional de Telecomunicações e Tecnologias de Informação, denominado “Angotic 2018” vai acontecer nos dias 19, 20 e 21 de Junho, no Centro de Convenções de Talatona, em Luanda, e vai contar com a participação de mais de 300 expositores do sector, entre nacionais e estrangeiros numa organização do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação.
O porta-voz da organização, Meick Afonso informou que em paralelo com o fórum vai decorrer uma feira de expositores permitindo aos participantes, ter contacto com uma vasta gama de produtos e serviços oferecidos pelas empresas do sector.
Meick Afonso fez saber que o Angotic constitui uma oportunidade para o surgimento de novas empresas no mercado e abrir espaço para o surgimento de mentes brilhantes, que proporcionam os pequenos negócios.
O evento vai servir também de reflexão e partilha de informações sobre o desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). “ O fórum vai permitir que os principais “experts” do sector possam trocar ideias e encontrar soluções para os diferentes problemas emergentes do continente no que toca as TIC”, afirmou.
O certame vai contar com a presença de prelectores, como Jorge Lopes, Hamdoun Toure entre outros.
A feira espera mais de 4.500 participantes e 300 empresas expositoras que participarão nos salões de exposição de alta tecnologia.
Este ano, segundo a organização, a feira terá um carácter internacional por entender que a tecnologia deve ser encarada para além fronteira e colocar Angola na rota internacional sobre debates de tecnologia. “Por isso, contamos com ilustres figuras no certame como a do antigo primeiro-ministro de Cabo Verde José Maria Pereira Neves que vai ser um dos oradores do fórum”.
A nível de países participantes aguarda-se pela presença do Burkina Faso, Rwanda, Japão, Estados unidos, Portugal, África do sul entre outros.
O evento vai congregar várias áreas, sendo salas de reunião, mesas redondas, exposição, secções interactivas, espaço para Startup, salas paralelas e dedicadas a parceiros, um palco 360 graus onde vão decorrer palestras rápidas de empreendedores, além de uma zona de jogos destinados a exibição de produtores nacionais e campeonato de vídeo jogos destinados a criar um clima interactivo para o entretenimento virtual dos presentes.
Os acessos dos estudantes às exposições serão livres apenas alvo de um credenciamento. O certame é o maior evento organizado no país para promover o sector das tecnologias.